Texto: As mensagens que a chuva traz


gif

Há algo divino sobre a chuva caindo na vegetação, como se o próprio Deus nos abençoasse fisicamente com seu toque e perfume.


Gosto de como a água cai sobre a minha pele e escorre até encontrar meus pés fincados na terra molhada.


Um instante em que o coração abandona todas as dores e medos.


Um instante em que a calmaria encontra o caminho de casa.


Um instante em que uma filha faz um pedido ao pai.


A chuva traz mensagens que aquecem enquanto suas gotas refrigeram.


Ainda estou aprendendo a conviver entre os humanos. É fácil dentro de casa e cercada de poucos que conhecem minhas peculiaridades. É mais fácil ainda me fechar entre os humanos que habitam meus pensamentos em forma de personagens.


Uma vez minha irmã caçula disse que eu devia ter mais convívio social. Minha psicóloga insiste nisso também. É a primeira vez que entendo o que o isolamento - muito antes da pandemia - fez comigo.


Estou tentando aprender os códigos que deveria ter aprendido numa fase que me foi roubada e não volta mais.


Às vezes, sinto que não ter perdido a inocência da criança e não ter aprendido a malemolência da adolescente fazem com que eu sempre me sinta perdida em meio aos adultos que não me conhecem tão bem a ponto de saber que enxergo amor e magia em todo canto.


A magia de um milagre.


O amor em cada simples gesto.


É tão fácil escrever sobre relações humanas.


Viver é mais complicado.


Tudo em mim grita a intensidade e a criatividade da criança. Talvez não seja coincidência que minhas melhores amigas sejam uma professora de educação infantil e uma psicóloga. Elas acolhem e entendem a inocência que permeia cada uma das minhas relações, mesmo as mais intensas.


Há um filtro que me impede de enxergar a maldade até que seja tarde demais. De certa forma, eu gosto disso. Gosto de olhar para o mundo e saber que ele pode sempre ser melhor.


Estou aprendendo a me arriscar. Tentando. Abri uma frestinha da porta do meu coração e deixei a menina espiar para saber se era seguro deixar a mulher sair.


Ela está aprendendo a ser livre, mesmo que ainda isolada em meio à floresta.


Ela gosta de paz, abraços e terra molhada.


23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo